24.11.11

11-11-11 - Crítica

Finalmente, depois da data descontextualizada, vi este filme tão esperado por todos que estreou precisamente no dia 11 de Novembro de 2011.
Depois de toda a expectativa a volta desta data, supostamente dia em que o portal se abriria e uma "criatura" salvaria toda a humanidade, este filme torna-se uma DECEPÇÃO.
O tema é mal abordado, ao ponto de nem explicar a verdadeira atmosfera a volta deste número. Os efeitos especiais são péssimos, o que não é habitual quando ao comando do filme encontramos Darren Lynn como director, bem conhecido pela saga Saw-Jogo mortais, cujos efeitos especiais são sempre de top. Quanto aos papéis desempenhados pelos actores Timothy Gibbs e Michael Landes, que interpretam Joseph Crone e Samuel não impressionam de todo. Em conclusão, nada neste filme foi bem feito.
A história é simples: Joseph é um escritor que perdeu a mulher e o filho e com eles toda a sua crença na divindade - Deus. Em determinado momento do filme ele recebe uma ligação do irmão que lhe dá a notícia de que o pai está a morrer. Ele viaja para Barcelona, onde se encontra com a família, e é aí que o cenário é montado para todo o desenrolar da história. Conseguimos perceber que Joseph tem uma ligação péssima com o irmão Samuel e com o pai,   onde apenas é revelado que o pai expulsou Joseph de casa. Porquê? Ninguém sabe, já que o filme não explica. Joseph começa a perceber que grandes momentos na sua vida, como a morte da sua mãe, um acidente de carro, etc, estão ligados ao número 11-11. Quando chega o dia 11-11-11 algo acontecerá. Mas ninguém sabe ao certo o que esperar.
Michael Landes, na pele de Samuel, faz um papel credível. Como estou habituada a vê-lo em papéis bem menos dramáticos, como na serie Material Girl ou Ex-List, até que nem foi mau de todo. Por outro lado, Timothy Gibbs foi medíocre no papel de Joseph. Super dramático, fazendo questão de, durante todo o filme, mostrar a sua indignação perante Deus de uma forma abusadora e cansou, cansou muito.
Em suma, o filme é muito entediante, mal dirigido, cheio de pontas soltas, e uma autêntica decepção. Definitivamente um dia a ser marcado como uma das piores estreias de sempre.



Classificação: 1.5 em 5
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comenta aí que eu vou amar saber que você está desse lado...=D

Fan Page