1.11.11

El Laberinto del Fauno - Crítica

Não podia deixar de partilhar a minha sessão cinematográfica de ontem, já que se trata de um filme brilhante em todos os sentidos. Guillermo del Toro brinda-nos mais uma vez com uma sublime obra de arte: "El Laberinto del Fauno". A semelhança de "El Spinazo del Diablo", Toro oferece-nos uma fábula gótica e sombria com um conteúdo recheado de alegorias e metáforas sócio/politicas, como sempre, optimamente bem construídas. O filme começa com a história de uma princesa que abandonou o seu reino subterrâneo para conhecer a realidade humana e as repercussões dessa mesma acção, momento crucial do filme para entender a mensagem pesada que este filme carrega. Entramos em 1944, cinco anos após a Guerra Civil de Espanha, onde Vidal ("el Capitan") dá ordens para que a sua mulher grávida e a enteada (Ofélia) venham ao seu encontro. Ofélia (Ivana Baquero) é uma menina de dez anos apaixonada por livros fantásticos e de contos de fadas. Vidal (Sergi Lopez), capitão das forças fascistas do ditador General Franco, não nutre qualquer sentimento nem pela sua mulher Carmen (Ariadne Gil) nem por Ofélia, o seu interesse é único e exclusivo no seu filho ainda por nascer. Numa ida a floresta, Ofélia é guiada até um labirinto que a leva a uma trilha subterrânea onde conhece Fauno, uma criatura metade humana metade bode que a convence de que ela é uma princesa que à muitos anos atrás abandonou o seu reinado encantado (ligação ao início do filme), mas que terá de completar 3 tarefas para mostrar a sua pureza e ser aceita de novo no seu reino. Enquanto Ofélia inicia a sua viagem fantástica, Vidal leva a cabo a sua politica sádica e intransigente de eliminar os rebeldes do seu território de governo.
É precisamente a metáfora destes dois mundos paralelos que tornam este filme tão especial e brilhante. A sua carga política é tão intensa e especial que misturada com o fascínio de Ofélia por criaturas assustadoras e horripilantes completam-se numa carga emocional forte de valorização (ou não) do ser humano.
Para quem gosta de filmes socio/políticos com certeza partilhará da minha opinião. Por outro lado, esta fábula para adultos está tão bem construída que é destinada a qualquer público, nem que seja apenas para admirar o excelente trabalho de maquilhagem e efeitos especiais mágicos. SIMPLESMENTE FANTÁSTICO...

"El Laberinto del Fauno - Guilhermo del Toro"


Classificação: 5 em 5
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comenta aí que eu vou amar saber que você está desse lado...=D

Fan Page