25.12.11

Definitely, Maybe - Crítica

Além do bacalhau, rabanadas e os bilharacos, existe uma outra tradição da qual eu não abdico: o filmezinho "parolo" da tarde do dia 25!
Quem não gosta de assistir, deitado no sofá, ao belo "chiado terrasse" enquanto a caixa de Ferreros vai esvaziando a cada segundo? Pois é, eu ADORO!
A uns tempos atrás "arranjei" umas comédias românticas que estavam aqui a apodrecer. Hoje revirei a lista e resolvi assistir ao "Definitely, Maybe"... A história é como todas, mas o filme é bem agradável e passei uma bela tarde (ou então os Ferreros estavam "definitely", e não "maybe", maravilhosos)...
Mas vamos ao filme: Ele conta a história da vida amorosa de um homem, que ainda acredita na política, que se muda para NY para ajudar na campanha de Bill Clinton (1992/93). Depois de milhentas aventuras com 3 mulheres, ele acaba por ficar com qual delas? Isso mesmo, a amiga com quem desabafava sobre tudo, inclusive os fiascos amorosos.
O mesmo de sempre, portanto!
Mas a história tem um "quê"! Toda a história é nos narrada a nós, ao mesmo tempo que ele narra a filha dele (destaque para a incrível performance da miúda), que insiste para que ele conte a forma como conheceu a mãe dela.
A história não nada de impressionante, mas ninguém espera que uma comédia romântica o seja. Ainda assim acho que vale a pena assistir, para que gostar do gênero ou simplesmente tiver recebido Ferreros a mais....


Elenco:  Ryan Reynolds, Elizabeth Banks, Rachel Weisz, Isla Fisher e Abigail Breslin.


Classificação: 3 em 5
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comenta aí que eu vou amar saber que você está desse lado...=D

Fan Page