11.1.12

Real Steel - Crítica

Ontem a sessão de cinema incluiu muita acção. De vez em quando faz bem fugir dos terrores e ver algo mais "soft" (emocionalmente) e agitado. Com o Real Steel a encherem as salas de cinema, com o Steven Spielberg como produtor executivo e uma história que envolve lutas entre robôs, claro que só podia resultar num bom momento de entretenimento.
A história não é nada de surpreendente mas dá para nos colar ao ecrã. Charlie Kenton (Hugh Jackman) é um ex-pugilista que perdeu a sua chance de conseguir o título mundial quando os robôs, em 2020, passam a tomar conta dos ringues. Agora fora dos ringues, ele passa a promover combates entre robôs, e sobrevive a construir robôs a partir de "socata" ou as restaurar robôs já usados em lutas anteriores e comandando os mesmos em lutas ilegais. Quando ele atinge o fundo do poço, com dívidas e nenhum robô à vista, recebe a notícia de que a mãe do seu filho, Max (Dakota Goyo), morreu e ele tem de se apresentar a tribunal para discutir a guarda da criança. Sem qualquer intenção de ficar com o filho, como até ali, ele vê nessa situação a oportunidade de conseguir algum dinheiro com o tio do miúdo, que pretende ficar com a guarda. Acaba por "vender" o filho para comprar um robô. Mas esse negócio, como todos, tinha uma contrapartida: ele teria que ficar com o miúdo até ao fim do verão. A partir daí o filme desenrola-se nas aventuras de Charlie com o filho em lutas clandestinas.
Apesar das excelentes prestações dos actores Hugh Jackman, com o seu sentido de humor bem sarcástico e natural, e Evangeline Lily, é Dakota Goyo que se destaca. Uma típica criança cheia de vida, que chora, brinca, dança e ri no mesmo segundo, cheia de carisma e duma realidade soberba.
Quanto aos efeitos visuais, nada mais tenho a dizer que A-N-I-M-A-L-E-S-C-O-S, não tivesse ali a mãozinha mágica de Steven Spielberg.
Shawn Levy (realizador) fez um excelente trabalho, conseguindo uma mistura de sentimentos vibrante entre comédia, acção e aquela "lágrima a correr" do canto do olho no grande final! Para quem ainda não viu, aconselho vivamente a assistirem o filme.


Classificação: 4 em 5

Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comenta aí que eu vou amar saber que você está desse lado...=D

Fan Page