28.5.12

Right At Your Door - Crítica


Como eu já tinha dito antes, estas estreias "Hollywoodianas" têm sido bem fracas. Assim, vejo-me obrigada a retroceder uns anos e ver aqueles filmes que ficam na pasta "vejo quando não tiver mais nada". Right At Your Door permanecia algum tempo nessa pasta, mas ontem resolvi assistir (porque não tinha mais nada).

Em português "Toque de Recolher", "Right at your door" conta a o terror vivido por um casal, de Los Angeles, no dia em que a cidade sofre um atentado terrorista biológico. Separados um do outro por uma janela, Lexi e Brand procuram ajuda e respostas para tudo o que se está a passar.
Realizado por Chris Gorak, "Right at your door" não era nada do que eu estava a espera e queria ver no momento, mas nem por isso desiludiu. O filme começa e passados 5 minutos já estava o pânico instalado. Com isso, pensei que o filme ia ser carregado de acção, alguma violência e um ambiente bem caótico de janelas a partirem, lojas roubadas e tampos de saneamento a saltar. Mas nada disso aconteceu e o filme desenrola-se num ambiente tenso e de um cenário só. Achei isso interessante no filme, já que fugiu dos clichés, por outro lado achei a escolha de um cenário só bem apropriada ao drama (as pessoas trancadas e isoladas do mundo exterior devido ao vírus) apelando à claustrofobia individual de cada espectador; cheguei mesmo a sentir a vontade de fugir e pedi o tempo todo para que Gorak nos levasse até lá fora. Quanto ao elenco Rory Cocharne (Brand) e Mary McComarck (Lexi) fazem muito bem a sua parte (ele mais do que ela) mas não alcançam o nível "óscar".
Quando o filme terminou ficou aquela sensação de que algo faltava (como quando acabamos o corneto e o chocolate do fundo do cone é pouco) mas não consegui entender o que foi. Talvez o facto de não ser aquilo que eu estava a espera (e que tinha vontade de ver) ajudou a que eu ficasse com esta sensação, além de algumas pontas soltas que ficaram por explicar, como o papel do miúdo (que parecia estar relacionado ao ataque) e o porquê do atentado.
Em suma, não achei um filme brilhante mas sem dúvida entretém.



Classificação: 3.7 em 5
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comenta aí que eu vou amar saber que você está desse lado...=D

Fan Page