12.10.12

"Nos pensamentos do sexo oposto" - 9º Desafio

Klaus Martens era médico no exército alemão durante a II Guerra Mundial. Enquanto estava de licença em 1945, magoou o tornozelo quando esquiava nos Alpes da Baviera. Este pequeno acidente levou-o a perceber que o padrão das botas militares era muito desconfortáveis. Enquanto se recuperava, ele projetou melhorias para as botas como o couro macio e solas por amortecimento aerado. Quando a guerra terminou e alguns alemães saquearam suas próprias cidades, Martens pegou couro da loja de um sapateiro e assim surgiram as primeiras Dr. Martens.
Mas porque desta história toda relativa as Dr. Martens? Apesar destas botas não serem uma tendência só agora, acredito que inúmeras mulheres voltem a usar, já que combinam com todo o propósito das coleções de Outono/Inverno de agora, a "Powerfull women". Mas será que os homens aprovam o seu uso pelas mulheres? Poderá esta bota ser feminina, ou é demasiado "Hard Rock" para os dias de hoje?




"T.A.M.A.": "Acho que pode ser usada em qualquer circunstância e em qualquer estilo. Gosto de ver mulheres a usarem a bota e acho que pode ser feminina. A melhor forma, na minha opinião, da mulher usar Dr.Martens é com saia (ou calção) pela exposição da perna - gosto do contraste. Mesmo para as mulheres que usam "total black" acho bonito também, mas só nas mulheres dos outros =D";

"D.B.": "Gosto. Não é fácil combinar e tendencialmente pode passar uma imagem um bocado 'heavy metal'. Ainda assim, gosto de ver (muito em função do restante estilo de quem as usa, obviamente).";

"P.L.": "Muito hard para o meu gosto, mas confesso que, dependendo da personalidade da mulher e com o estilo de vestir condizente, pode ficar legal. Mas não é um estilo que, particularmente, me agrade."

Minha opinião: Acho lindas, e estou prestes a adquirir as minhas (depois de anos a desejá-las =D). Ainda assim, e como o estilo "gótico" não combina comigo, prefiro combiná-las com peças mais femininas, vestidos, calções, ou até mesmo calças, desde que junte um blazer e um carteira de mão (clutch), bem mais feminina. Mas acho estas botas bem adaptáveis e ideais para quem quer ser alternativa e detesta ser igual a todas as outras... (como eu)=D



Mas vamos lá a mais um pouquinho de história da marca Dr. Martens (para os interessados)?

Junto com o seu amigo de formação, Dr. Herbert Funk, a marca Maertens foi patenteada em Seeshaupt em 1947, na Alemanha, usando borracha descartada de aeroportos da Luftwaffe (força aérea alemã). As solas confortáveis e duráveis foram um grande sucesso entre as donas de casa, sendo que 80% das vendas foram para mulheres com mais de 40 anos.
em 1960 o fabricante de sapatos British R. Griggs Group Ltd. comprou os direitos de patente para fabricação do calçado no Reino Unido. O Griggs Anglicano (o nome mudou para Maertens e Martens, e este foi mais comercial), logo reestruturaram o calcanhar para melhor, acrescentaram a vira de costura amarela, e patentearam a sola como AirWair. Populares entre os carteiros, policias e operários, não demorou muito até que as botas se tornassem uma autêntica febre, usadas por Skinheads e mais tarde pelos integrantes do movimento Punk Rock, e novos calçados Dr.Martens surgirssem na forma de sandálias e sapatos. Hoje, e devido a empresa vegan-friendly, as Dr.Martens já não fabricam as botas com couro animal, mas a linha "Vintage" da marca representa uma fiel imitação da originais, ainda que usem o couro sintético, mas sempre o com a excelência na qualidade que caracteriza a marca.

Vamos fazer uma tour pela fábrica no Reino Unido? (fotos do blog Anouska Proetta Brandon)















Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comenta aí que eu vou amar saber que você está desse lado...=D

Fan Page