10.11.12

Skyfall (007)- Crítica

Desde que o Daniel Craig entrou na saga 007 para dar vida ao James Bond, inúmeras críticas surgiram quanto a sua credibilidade e carisma para integrar a personagem (e eu fui uma delas), no entanto, acho (agora) que D. Craig veio dar um novo refresh a esta mítica personagem e torná-lo  credível e adaptado a este mundo moderno.
Embora eu não colecione os filmes do super agente britânico nem saiba toda a evolução da saga, que já conta com 60 anos, não podia deixar de assistir a este Skyfall e, Sam Mendes (que agarra este trabalho com dentes) presenteia-nos com um resultado inesperado e agradavelmente simples.

*AVISO* (Apenas para quem já viu o filme)
Neste filme, James Bond é solicitado para a missão mais importante de toda a sua carreira, no entanto, algo corre mal e Bond acaba baleado no fundo do mar. Sentindo-se traído por M, James Bond resolve isolar-se e passar-se por morto (tinha ali a oportunidade perfeita para sair em grande do MI6 e aposentar-se). No entanto, aquela que seria a missão mais importante da sua carreira, torna-se algo grandioso e altamente destrutível - terroristas informáticos prometem dar um fim ao MI6 e assassinar M. O super agente volta ao ativo quando, aquilo pelo que sempre trabalhou, é ameçado com "UM FIM". A missão de salvar o MI6 é-lhe atribuída, mas inúmeras dúvidas pairam, quanto ao seu estado físico e psicológico para acarretar tais afazeres, afinal a bala e a idade não são os melhores aliados!
***

Este Skyfall revela-se o filme mais clássico desde que Craig assumiu o papel de Bond. A sua seriedade deixa-o num nível humano (algo que nem sempre acontecia nos anteriores em que os agentes estavam mais para super heróis do que homens vulgares). Sam Mendes deixa de lado os bancos ejectáveis e as canetas venenosas e opta por um realidade bem mais enquadrada no mundo de hoje - INFORMÁTICA e os HACKER'S. Mendes penetra na personagem desvendando um homem comum, com falhas, traumas de infância, e com uns largos anos nas costas, fazendo qualquer um acreditar que também poderia ser um James Bond, construindo assim um excelente ponte entre o agente e o público. E, por isto mesmo, Skyfall revela-se um filme bem mais melodramático e profundo do que os anteriores (mais explosivos e até clichê). Neste filme, Bond é muito mais do que um engatatão instável e desobediente , que encara o seu trabalho como uma "piada". Agora ele é sério, encara os seus adversários como verdadeiros vilões e até as suas piadas transformaram-se em algo bem mais "Britcom", um humor bem mais refinado.
O final do filme desilude muitos, mas eu achei bem James Bond. Notei um esforço de Mendes em não decepcionar os fãs mais fieis da saga e funcionou bem (bem previsível como todos os outros anteriores =D).

Para alguns dos fãs de James Bond, aqueles que só querem ver ação e os "brinquedos" de Bond a funcionar, este filme talvez irá desiludir. No entanto, para quem espera um evolução da personagem e um amadurecimento, acharão este "Skyfall" com um dos melhores da saga, desde os anos de "2000".

Quanto ao desempenho dos actores, vou sublinhar a boa performance de Daniel Craig, que está longe de ser um Pierce Brosnan, mas nota-se um tremendo esforço do actor em dissipar as sombras por detrás dele e o resultado é, diria eu, refrescante. Quanto a Javier Bardem, representando o grande vilão, está maravilhosamente bem. Apesar das minhas incertezas quanto à capacidade de Bardem para assumir este papel, tão importante na saga, fiquei agradavelmente surpresa com o resultado final e mais uma vez Bardem se revela um excelente e versátil actor (desde comédias românticas a vilão do James Bond... Impressionante não?). A Bond Girl, Berenice Marlohe não merece grande destaque, até porque aparaceu muito pouco no filme, mas foi credível e consistente. Gostei.

Em suma, acho um excelente filme para comemorar os quase 60 anos do melhor agente secreto da coroa britânica e não poderia ter saído mais satisfeita do cinema.


Classificação: 4 em 5 (pela evolução)


Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comenta aí que eu vou amar saber que você está desse lado...=D

Fan Page