21.2.13

Django Unchained - Crítica

Envergonhada por ter visto este filme depois de quase um mês nas salas, a verdade é que em Portugal não tive oportunidade de assistir e deixei para São Paulo, afinal, 3h de filme requerem um cinema confortável e a verdade é que as salas aqui nos deixam adormecer de tão "aninhados"...=D Perdoada?

Bom conversas à parte...

Os critérios para assistir os filmes de Tarantino são muito simples, quanto mais polémica for gerada em torno do filme, melhor ele é... E claro, Django (com D mudo =p) é sem dúvida um fantástico e abrilhantado regresso de Tarantino à grande tela, com todo todo o seu tom de gozo e malfeitoria...


Sinopse: Django Freeman (Jamie Foxx) é um escravo considerado problemático que se vê afastado à força da sua esposa Broomhilda (Kerry Washington). Dr. King Schultz (Christoph Waltz) é um caçador de recompensas e precisa de Django para a sua próxima matança. E é daí que nasce a relação de amizade entre Django e Schutlz, que se comove pelo relato dos seus infortúnios, comprometendo-se desde logo a ajudar Django a encontrar a esposa perdida. Após uma série de tiroteios e episódios caricatos, ambos descobrem finalmente que Broomhilda se encontra na opulenta propriedade de Calvin Candie (Leonardo DiCaprio), um esclavagista sem escrúpulos que se entretém a ganhar dinheiro com combates de mandingos. Django e Schultz viajam então até à Candieland (a propriedade de Candie), com o intuito de libertarem Broomhilda.


Para quem é fã de Quentin Tarantino e/ou conhece os trabalhos desta "Cinema Machine" sabe o astro que ele é na arte de argumentar. E claro, Django faz jus ao seu valor e comprova mais uma vez a fantástica capacidade de Tarantino em criar diálogos e monólogos avassaladores. À primeira vista, este filme não tem história para 180min, mas a verdade é que o filme entretém de tal forma que as 3h passam sem darmos conta.

Apesar de muita gente achar o ponto baixo do filme a interpretação de Jammie Foxx como Django, eu discordo. Não diria que é o ponto alto, mas também não acredito que desvalorize a personagem. Django vai crescendo à medida que o filme se desenrola, e não podia ser de outra forma aliás, Schultz apresenta-lhe um novo mundo sem regras e sem limites e ele cresce  e aprende com isso!
Christoph Waltz não falha em nenhum detalhe (e são muitos), Leonardo Di Caprio  demonstra uma vez mais a sua veracidade como ator e presenteia-nos com uma performance simplesmente arrebatadora. Samuel L. Jackson agarram-nos ao ecrã assim que aparecem em cena. 2 minutos são suficientes para pensarmos "papel no filme cumprido" (nem precisaria de aparecer mais).

É incompreensível como DiCaprio fica uma vez mais longe dos nomeados para os óscares depois desta performance. Que provas mais a academia precisa para o declarar como um dos melhores (se não o melhor) actor da sua geração? É incompreensível...

Em resumo, Django declara-se como um dos melhores filmes que vi nos últimos tempos (talvez mesmos anos)! Foi uma experiência cinematográfica única e inesquecível! Tarantino Welcome again... again.. again...=D


Classificação: 5* em 5





Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comenta aí que eu vou amar saber que você está desse lado...=D

Fan Page