9.5.13

Homem de Ferro 3 - Crítica

Ora aqui está o único, ÚNICO, super herói que eu posso dizer que gosto (além do Batman). Acho que as semelhanças entre um e outro, são super heróis porque são ricos e têm dinheiro para se "apetrecharem" de super carros e tecnologias, me fazem experimentar um gostinho especial em relação a estas personagens, ao contrário dos super poderes do Capitão América, Super-Homem ou Homem-Aranha, que particularmente me aborrecem.

Pois bem, assisti a todos os filmes anteriores do hilário Tony Stark (Robert Downey Jr.) no cinema, e claro que as expectativas sobre este eram tais que não podia deixar passar mais uma ida ao cinema.

Os dois filmes anteriores estiveram ao cuidado da direção de Jon Favreau, e muito bem tratados, mas confesso que depois do anuncio de que Shane Black estaria com o encargo do terceiro, fiquei duplamente excitada. Depois do grande clássico Kiss Kiss Bang Bang, não poderia sair nada ruim deste trabalho certo?

Mas vamos lá a sinopse:

Quando Stark vê seu mundo pessoal destruído, pelas mãos de seu inimigo, ele embarca em uma angustiante jornada para encontrar os responsáveis. Pressionado, Stark terá que sobreviver lançando mão de seus próprios dispositivos, contando com sua engenhosidade e instintos para proteger o planeta e aqueles que lhe são mais próximos, nomeadamente a sua amada Pepper.




O que eu achei:

Bom, a mudança de direção deste filme é bem clara. Claro que o humor Tony Stark continua negro e sarcástico, claro que Robert Downey Junior é uma vez mais a grande estrela do filme (não imagino qualquer outro ator a fazer este papel de forma tão perfeita). No entanto, as grandes diferenças notam-se na fuga ao clássico e na forte tentativa de impressionar o expectador, fugindo sempre do que é obvio.


O filme está extremamente bem estruturado, as cenas de ação são muitas e maravilhosas (a destruição da mansão de Tony é soberba).
O filme começa apelando de imediato as memórias dos aficionados neste super-herói. Da mesma forma que as peças se vão encaixando, o filme vai-se desenrolando e oferecendo algumas pequenas surpresas. O grande companheiro de Tony na sua aventura muda, e deste vez podemos contra com um "pequeno Tony" que se assemelha ao original em tudo (excepto na conta bancária).


O que muita gente criticou neste filme, a revirada final, foi para mim o mais surpreendente. Gostei deste toque apimentado e humorado que Shane conotou ao filme, mesmo porque deu um "refresh" já merecido à trama.


Última nota para as cenas mais românticas do filme, que Shane soube trabalhar muito bem. É clara a influência da personalidade Tony na forma com Pepper (Gwyneth Paltrow) o encara agora, a relação desenvolveu e tornou-se bem mais cúmplice, mas de uma forma apaixonada, e não profissional. Mas fazer isto sem tornar o filme "lamechas" e sem tirar o grande foco é difícil, mas Shane conseguiu fazê-lo na perfeição.



Em suma:
Posso dizer que se trata de uma das trilogias mais bem elaboradas dos últimos tempos. O primeiro impressiona, o segundo não desmerece o primeiro, mas o terceiro finaliza a saga de uma forma perfeita.



Classificação: 4 em 5

Vocês já assistiram ao filme?

O que acharam?

XO
*Nazaré*


Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comenta aí que eu vou amar saber que você está desse lado...=D

Fan Page