4.7.13

Queres parar de fumar? Esta é para ti...

Eu nunca fui fumadora e não pretendo ser no entanto, muitos amigos e familiares são. A excepção do meu seio familiar próximo (pai, mãe e irmã), sempre convivi e partilhei casa com fumadores, então posso falar com alguma razão pela experiência de convívio com o fumo dos outros, coisa que incomoda bastante, e a verdade é que manter-me a parte desse vício sempre foi para mim algo pelo qual me orgulhasse e nunca, em momento algum, me senti excluída por isso (fato que muita gente usa para justificar o seu hábito)! 

No tempo em que a "moda" é cuidar do corpo e zelar pela saúde, acho que este post não poderia vir em melhor hora! Aqui em São Paulo, por exemplo, a qualidade do ar é tão, tão ruim, que acrescentar mais esse vicio à rotina é a mesma coisa que arrancar o pulmão do peito e passar com um ônibus por cima. E se acha que se livrou quem vive em lugares em que a qualidade do ar é superior, engana-se, é uma autêntica afronta para quem procura o ar livre de toxinas, desperdiçar um nível de vida tão gostoso para o cigarro.

Ao contrário do Brasil, onde o vício do tabaco ainda é relativamente barato, em Portugal o maço de tabaco já passou os 4€, e isso, minha gente, nos tempos que correm é um dinheirão. 

Façam as contas comigo:
(supondo uma maço por dia)

1 maço por dia = 4€
ao final do mês = 124€
Vamos traduzir em objetos de consumo?



Hoje li uma matéria bem interessante no site da Bru Pacífico e resolvi partilhá-la com vocês. Sim, vocês queridos leitores, amigos e familiares que perderam a batalha saudável para a nicotina. Muitas meninas, e meninos, recusam-se muitas vezes em largar o vício por casa dos quilinhos a mais que normalmente se ganham quando se pára de fumar. Mas hoje venho contar-vos que esse problema é contornável! Querem saber como? Vejam só:

- Faça um diário alimentar 5 dias antes de deixar de fumar. Continue a fazer o diário após deixar de fumar. Compare com o que comia antes e identifique os tempos em que come mais e o tipo de alimentos ingeridos;

- Faça lanches de baixo valor calórico. De acordo com especialista a vontade de voltar a fumar dura no máximo 5 minutos;

- Dê um fim às guloseimas como: doce, biscoito recheado, chocolate e pacotes de salgadinho – para não devorá-las em um ataque compulsivo. Aposte em biscoitos com fibra em pacotes individuais, frutas secas, etc...

- Tenha sempre a mão alimentos saudáveis para beliscar: morango, mirtilos, framboesas, amora; frutas cortadas em cubinhos (pera, maçã, melão), hortaliças cortadas no formato de palito (pepino, cenoura, nabo, erva-doce fresca, rabanete e tomate). Deixe em potes na geladeira já pronto ou leve para o trabalho;

- Faça refeições a cada 3 horas para evitar “ataques de fome e compulsão”;

- Mantenha-se ativo. Exercício queima calorias e ajuda a controlar o peso, além de liberar substâncias que trazem bem-estar, reduzindo a vontade de acender um cigarro. Pequenas caminhadas já são suficientes;

- Inclua ovo, frango, peixe e carnes magras no almoço e jantar; shake proteico, queijo fundido light e fatias de peito de peru no lanche. As proteínas aceleram o metabolismo, dão mais saciedade e reduzem o comer compulsivo;

- Evite o cafezinho. Alguns alimentos “convidam” a fumar, portanto é melhor tirá-los da mesa nas primeiras semanas: carnes, bebidas alcoólicas (cerveja, vinho) e principalmente o café;

- Capriche na hidratação. A hidratação ajuda a desintoxicar o organismo, já que a nicotina é liberada pela urina. Beba água a cada hora e sempre que vier a ter vontade de fumar, isso vai libertar o seu corpo mais rápido da dependência;

- Tenha sempre na bolsa ou na gaveta do escritório algo passível de ser mordiscado: bala e chiclete diet, canela em pau, lasquinhas de gengibre, cravo, anis-estrelado, etc...

E pronto! Simples né?

Melhor qualidade de vida, mais saúde e mais dinheirinho no bolso! Só vantagens, né? =D

XO
*Nazaré*
Comentários
0 Comentários

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comenta aí que eu vou amar saber que você está desse lado...=D

Fan Page